26 de maio, 2019

Faixa da UFPR "EM DEFESA DA EDUCAÇÃO" foi arrancada pois "causou incômodo entre os bolsonaristas"

Desde a chegada dos primeiros manifestantes a presença da faixa causou incômodo entre os bolsonaristas, que resolveram arrancar alegando que hoje o dia é nosso... Como relata trecho da matéria do site BEM PARANÁ, que segue abaixo na íntegra.
A pergunta que eu - Marcelo Nassif, faço: quando vão começar a queimar livros, censurar meios de comunicação, prender, torturar, etc... 

__________________________________________________________

A imagem da “bolsomarcha”: abaixo a Educação! TIJOLAÇO por FERNANDO BRITO em· 26/05/2019
Daqui a pouco faço uma análise política do que representam as manifestações bolsonaristas de hoje.

Antes, porém, uma imagem símbolo do que é esta onda obscurantista e de como seus integrantes têm o cérebro deformado pela selvageria.

Uma turba arranca, sob aplausos, uma faixa os estava escrito um genérico “Em defesa da Educação”, fixada no prédio da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba.

Era, diziam, “ideologia”.

Sim, meus caros, é um dejà vu daquilo mesmo que você pensou.

Não se iludam sobre o que está se espraiando por este país.

Não vai parar “espontaneamente”. Não vai “acalmar” se não for provocado. Não vai “se moderar” se cedermos.

O que está em jogo é decidirmos se somos uma sociedade humana ou um coletivo de zumbis acéfalos.
__________________________________________________________
VIOMUNDO: Na terra da Lava Jato, bolsominions arrancam faixa em defesa da Educação no prédio da UFPR, da Redação - fotos de Eduardo Matysiak - 26/05/2019 16h09

Curitiba é a terra da Lava Jato.

É a terra de  Sérgio Moro e Deltan Dallagnol, embora o primeiro seja de Maringá e o segundo de Pato Branco, no Paraná. Afinal, foi desde Curitiba que ganharam notoriedade.

Na eleição de 2018, Curitiba tornou-se Jair Bolsonaro (PSL).

No segundo turno da eleição presidencial, ele obteve  786.377 votos, ou 76,54% dos votos válidos, contra 241.015 votos ou 23,46% de Fernando Haddad (PT).

No plano nacional, Bolsonaro teve 55,13% contra 44,87% de Hadadd.

Ou seja, na capital paranaense, o candidato do PSL obteve mais de 20 pontos porcentuais que a média nacional.

Em Curitiba, a Praça Santos Andrade, em frente ao histórico prédio da Universidade Federal do Paraná (UFRN), e a Boca Maldita são locais emblemáticos, onde ocorrem as grandes manifestações.

Neste domingo, 26/05, estão previstas manifestações pró-Bolsonaro nos dois pontos

O fotojornalista Eduardo Matysiak chegou à Praça Santos Andrade às 11h30.

Só havia um senhor vendendo bandeira do Brasil e outro comprando.

Acesse a galeria do fotojornalista Eduardo Matysiak aqui !
__________________________________________________________

BLOG DO ESMAEL: Reitor critica grupo de vândalos que retirou faixa em defesa da Educação na UFPR, por Esmael Morais - Publicado em 26/05/2019

Um grupo de vândalos que participa do ato chapa branca pró-Bolsonaro, concentrados na Praça Santos Andrade, retirou um faixa que estava fixada na fachada do prédio histórico da Universidade Federal do Paraná (UFPR) em defesa da Educação.

O reitor da UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca, registrou o incidente no Twitter e criticou a atitude do grupo de desordeiros.

Assista ao vídeo: #TVE #Esmael #Notícias - Bolsonaristas retiram faixa em defesa da UFPR

Em ato de vandalismo, manifestantes bolsonaristas retiraram neste domingo (26) faixa da UFPR em defesa da universidade pública.

__________________________________________________________

Bem Paraná - Redação: Manifestantes pró-Bolsonaro arrancam faixa 'em defesa da educação' do Prédio Histórico da UFPR - Foto capa: Franklin de Freitas - 26/05/19 ÀS 14:54 ATUALIZADO ÀS 15:21

Manifestantes pró-Bolsonaro arrancaram da frente do Prédio Histórico da Universidade Federal do Paraná (UFPR) uma faixa com os dizeres "EM DEFESA DA EDUCAÇÃO #OrgulhoDeSerUFPR #UniversidadePública #EuDefendo".

A Praça Santos Andrade, onde fica o Prédio Histórico, é o principal ponto de concentração dos ativistas em Curitiba neste domingo (26 de maio), data em que diversos municípios brasileiros (entre eles 24 do Paraná) recebem atos de apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Nas últimas semanas, contudo, o local também foi palco de atos em favor da educação pública e contra o contigenciamento de gastos do Ministério da Educação, que bloqueou 30% das verbas discricionários (usadas em despesas não obrigatórias) das universidades e institutos federais.

Desde a chegada dos primeiros manifestantes a presença da faixa preta causou incômodo entre os bolsonaristas, que marcaram presença em bom número nas escadarias do Prédio Histórico. A certa altura, então, os presentes resolveram arrancar a faixa do local, alegando que "hoje o dia é nosso". Do caminhão de som, os organizadores do protesto prometeram devolver a faixa ao seu lugar após encerrarem o protesto - além de representar um apoio ao presidente, os atos em todo o país também estão servindo para os manifestantes protestarem contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Congresso Nacional. Em Curitiba, por exemplo, houveram pedidos para a saída de Rodrigo Maia da presidência da Câmara dos Deputados.

Manifestantes pró-Bolsonaro arrancam faixa 'em defesa da educação' do prédio histórico da UFPR



Confusão entre Bolsonaristas - Também na Praça Santos Andrade, houve um princípio de confusão entre manifestantes pró-Bolsonaro. Como se pode ver nos vídeos abaixos, um senhor com uma camisa com o rosto de Bolsonaro acusa outro manifestante de estar "infiltrado" no ato, ou seja, seria alguém de esquerda querendo causar "balbúrdia" (para empregar o mesmo termo utilizado pelo ministro da Educação Abraham Weintraub para justificar o corte de verbas das universidades e institutos federais).  Uma viatura da Polícia Militar que passava pelo local chegou a parar para verificar o que estava acontecendo, mas a situação logo foi controlada.

Confusão entre Bolsonaristas na Santos Andreade - Parte 1

Confusão entre Bolsonaristas na Santos Andrade - Parte 2

Vinte e quatro das 399 cidades do Paraná confirmaram que realizarão neste domingo (26 de maio) atos pró-Bolsonaro. Na capital paranaense, pelo menos três diferentes eventos foram organizados nas redes sociais para chamar os bolsonaristas às ruas. Parte dos manifestantes irão se reunir na Boca Maldita, no Centro, e outra parte na Praça Santos Andrade. Nos dois casos, o encontro acontece a partir das 14 horas.
__________________________________________________________
Acesse, curta e recomende o JORNAL DO NASSIF

Participe do BLOG e comente esta matéria (dentro das regras abaixo)!

- Enviaremos um e-mail para confirmar se a postagem realmente é sua e não um fake (seu endereço de e-mail não será publicado, será mantido sob sigilo).
- Os comentários serão moderados e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva do autor do comentário.
- Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1000 caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência.
- Não há, contudo, moderação ideológica.
A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade.
Obrigado!

Limite de caracteres no comentário : 1000

Total restante: